Departamento Médico

dptomedicoO Inverno está chegando e com ele as doenças respiratórias.
Em função do aumento previsto da ocorrência de Gripe divulgamos esse material.

Leia mais:Departamento Médico

Departamento Médico

dptomedicoAvaliação do Perfil de Saúde dos Funcionários do Clube Comary – 2014
Pela primeira vez foi realizada uma Pesquisa para avaliar o Perfil de Saúde dos Funcionários do Clube Comary.

Leia mais:Departamento Médico

Dicas de saúde nº 09 – janeiro/2013

Algumas informações sobre desidratação

A desidratação ocorre quando o corpo humano não tem água suficiente para realizar suas funções normais. Ela pode ser leve e causar sintomas como fraqueza, tontura, dor de cabeça, fadiga, podendo levar à morte. Indivíduos desidratados apresentam um volume de sangue menor que o normal, o que força o coração a aumentar o ritmo de seus batimentos - taquicardia. É muito comum em crianças. Um bom aliado contra a desidratação é o soro caseiro. Também existem soros industrializados contra a desidratação. Soros industrializados são especialmente indicados por apresentarem composição equilibrada de cloreto de sódio, cloreto de potássio monoidratado, citrato de sódio diidratado e glicose. A composição equilibrada desses ingredientes evita efeitos colaterais como convulsões. A desidratação pode ser uma condição grave causada por suor excessivo, vômito ou diarreia, que atinge especialmente as crianças e os idosos. Confira seus sintomas e tratamento.

Sintomas de desidratação: Sede - boca seca - olhos encovados, secos, sem brilho - diminuição da urina - lentidão nos movimentos - sensação de fadiga - lábios rachados - pele muito seca.

Diagnóstico da desidratação: O diagnóstico da desidratação é feito observando a pessoa. Pode-se sugerir de que se trata de desidratação quando pinçamos uma prega de pele das costas da mão e esta pele retorna lentamente ao seu estado original. Outra forma de verificar se o indivíduo está desidratado é verificando que ele não consegue cuspir por que a secreção salivar está espessa em demasia.

Tratamento para desidratação: O tratamento da desidratação é feito com a rehidratação. Isto pode ser conseguido através da tomada do soro fisiológico caseiro ou em meio hospitalar com o uso de soro intravenoso.Caso o paciente tenha dificuldade em deglutir engasgando facilmente, hidrate-o oferecendo gelatina ou água gelificada que pode ser encontrado nas farmácias. O soro caseiro é barato, simples de fazer e é uma excelente forma de evitar a desidratação causada por vômitos e diarreia.

Receita do soro caseiro: Ingredientes: 200ml de água filtrada ou fervida; 2 colheres (sopa) rasas de açúcar; 1colher (café) rasa de sal - ou - 20g de açúcar branco; 3.5g de sal; 1 litro de água filtrada ou fervida. Misture todos os ingredientes e beba várias vezes ao dia. A durabilidade deste soro caseiro é de no máximo 24 horas e a quantidade que se deve beber é a equivalente a água perdida através do vômito ou diarreia. Atenção: Ao provar o soro fisiológico caseiro este não deve ser mais salgado que uma lágrima, por exemplo.


Dicas de saúde nº 08 – Dezembro/2012

Algumas informações sobre o tabagismo

Cérebro: A nicotina inalada no cigarro atinge o cérebro em 8 segundos, onde tem um potencial comparável ao da heroína para viciar. De 30% a 50% das pessoas que fumam desenvolvem algum grau de dependência.

Pele: O cigarro diminui a irrigação sangüínea da pele e a chegada de oxigênio e nutrientes para as células. O resultado é um envelhecimento precoce da pele, com rugas em média 20 anos mais cedo que não fumantes. Entre as mulheres, o cigarro aumenta em mais de 3 vezes o risco de desenvolver psoríase, doença sem cura que causa feridas na pele.

Olho: Estudos mostram que fumar aumenta em até 3 vezes o risco de catarata, doença nos olhos que diminui progressivamente a visão e é a principal causa de cegueira no mundo.

Boca: Além de determinar mau hálito e dentes amarelados, fumar aumenta de 4 a 15 vezes a chance de ter câncer de boca.

Garganta: Pigarro não é a única coisa que o cigarro traz para a garganta. Ele também é o principal fator de risco para o câncer de laringe.

Pulmão: Quem fuma muito tem 20 a 30 vezes mais chances de ter câncer de pulmão. Ele é o câncer que mais mata os homens e o segundo que mais mata as mulheres. Além disso, o fumante diminui sua capacidade respiratória e tem maiores chances de ter doenças respiratórias, como bronquite e enfisema.

Estômago: A nicotina aumenta a acidez do estômago podendo determinar gastrite e úlcera. As úlceras demoram mais para cicatrizar nos fumantes. O tabaco também é fator de risco para o câncer de estômago.

Coração: O fumo aumenta a pressão arterial e aumenta a coagulação sanguínea. O fumo aumenta de 2 a 3 vezes o aparecimento de doenças cardiovasculares, como derrame e infarto. Estudos mostram que o risco de enfarto é ainda maior entre mulheres que usam anticoncepcionais orais.

Ossos: A osteoporose é um processo de perda de minerais e enfraquecimento dos ossos. O cigarro é um dos fatores que mais acelera esse processo, sendo mais comum entre as mulheres. Estima-se que uma em cada oito fraturas da bacia são causadas pelo fumo.

Sistema reprodutor: O fumo causa problemas vasculares, aumentado a chance de impotência nos homens. Entre as mulheres fumantes, ele aumenta as chances de menopausa precoce, infertilidade e problemas com a menstruação.

O fumante passivo
: A fumaça inalada pelo não fumante contém uma concentração maior de substâncias cancerígenas que a inalada pelos fumantes. O risco de câncer de pulmão é 30% maior entre não-fumantes expostos ao cigarro do que entre pessoas que não têm contato com a fumaça dos cigarros alheios.

fumo

Dicas de saúde nº 07 – novembro/2012

Continuando com as informações a respeito das saúdas divulgamos nesta mensagem algumas recomendações importantes que devem ser seguidas pelos frequentadores da sauna.

Submeter-se a um exame médico periódico e seguir a orientação do seu médico. A sauna não é um banho comum, trata-se de banho de elevada temperatura. Nunca exagerar, seguindo as prescrições médicas e as orientações sobre o assunto. As pessoas de boa saúde, jovens e adultos, suportam perfeitamente a sauna, não havendo contra-indicações absolutas. Para pessoas que tem hipotensão arterial, são previstas medidas e precauções especiais, entre as quais a redução do tempo de permanência na câmara térmica. Os hipertensos, mesmo de média elevação da pressão arterial, somente devem usar a sauna após realizar exame cardiológico e receber orientação de seu médico assistente. Um prolongado jejum, seguido de sauna, pode provocar hipoglicemia, cujos sintomas são sudorese profunda, palidez, hipotensão e, às vezes, desmaio. O banho de sauna é aconselhado somente após 3 horas da última refeição. Molhar os cabelos antes pode ser desconfortável, pois os cabelos molhados ficam mais quentes que os secos durante a sauna. Permanecer recostado ou deitado na sauna, com os músculos relaxados, é mais adequado; A sauna pode ser intercalada com saídas constantes, principalmente para aqueles que não suportam calor em demasia. Pessoas idosas e as crianças devem ter cuidado com a termo-regulação, aconselhando-se ligeiro repouso, em temperatura ambiente, após passarem pelo banho de contraste (sauna seguida de ducha fria). A cada sessão de sauna, para evitar desidratar-se, beba água ou suco de frutas; Banhos de sauna tomados no verão ou dias quentes podem causar náuseas, decorrente da perda de sal, devido à intensa sudorese. Como medicação ingerir bebidas isotônicas, para repor o cloreto de sódio. Após a sauna evitar fazer esforço físico. A ingestão de alimentos leves após a sauna não costuma causar problemas. Evitar bebidas alcoólicas durante o período da sauna. Submeter o corpo à sauna e ao álcool ao mesmo tempo pode acelerar o metabolismo, intensificando sintomas de alcoolismo agudo além de provocar elevação excessiva da temperatura corporal. A sauna feita com moderação algum tempo depois da ingestão de álcool pode ser benéfica para desintoxicar. Ao finalizar a sauna é aconselhável ficar em ambiente tranquilo, em repouso, deitado, procurando relaxar. Tomar sauna uma vez por semana é positivo para a saúde física e espiritual.

Pagina 1 de 3